Um dia fui visitar uma grande e bem estruturada clínica do interior paulista. Tudo funcionava perfeitamente, mas o que me impressionou foi o setor de controle de clientes inadimplentes – comandado pela pessoa certa na função certa.

“Bom dia! Aqui é da clínica X. Estou ligando para informar que o banco devolveu o cheque emitido pelo senhor. Posso depositar o cheque novamente ou o senhor prefere que o office boy passe em seu escritório para pegar um novo…”

Sem a deixar terminar a frase, do outro lado da linha se ouvia todo tipo de impropérios e palavrões. Deduzi que ela não encontrou o emissor do cheque sem fundos num momento adequado. Sem mostrar qualquer alteração em seu comportamento ela se mantinha tranquila, gentil e cordial. Quando o cliente, sempre mal educado, terminou de falar, ela delicadamente perguntou:

“Desculpe-me senhor, mas não ficou claro para mim se devo reapresentar o cheque ou se o boy deverá passar no seu escritório para trocar o cheque devolvido por um novo cheque”.

Vendo aquilo, admirado, eu disse a ela: “Você não se alterou com as grosserias desse cliente mal-educado? Que coisa incrível. Como faz isso?” E ela me respondeu, com um sorriso:” Cabe a mim recuperar o crédito e o cliente. Não cabe a mim brigar com o cliente somente porque ele está irritado e num momento difícil…”. Essa é uma funcionária que todos nós gostaríamos de ter em nossa equipe.

Fica aqui uma pergunta. Por que o cliente ficou inadimplente? Pesquisas feitas em universidades americanas mostram que o cliente deixa de pagar aquilo que deve porque não teve a sua expectativa correspondida no decorrer do tratamento do seu animal. Na parte clínica? Não, o cliente nada entende de procedimentos clínicos. A insatisfação tem a ver com o atendimento. Oferecer um excelente atendimento ajudará você a aumentar o número de novos clientes, a aumentar o número de tratamentos e também a reduzir a inadimplência.

Considerando que a margem de lucro, na maioria dos procedimentos na área de prestação de serviço no mercado veterinário, é de 50% sobre a receita bruta, se um cliente deixar de pagar um tratamento de seu animal de R$ 1 mil, você terá um prejuízo de R$ 500. Isso quer dizer que o próximo cliente, pagando R$ 1 mil pelo mesmo tratamento, vai ajudar você zerar as contas. Podemos dizer que, se um cliente fica inadimplente, você terá que atender a outro somente para não ter prejuízo. Saber evitar e gerenciar a inadimplência de clientes é um dos fatores de sucesso de um pet shop, clínica e hospital veterinário.

Clique aqui e aprenda com quem atua no mercado veterinário e realmente sabe o que os donos dos pet shops, clínicas e hospitais veterinários passam!


Fábio Fidelis
Fábio Fidelis

Autor do livro: VetBusiness: A Nova Era Milionária dos Empreendedores do Mercado Veterinário - Idealizador do Curso: Os Segredos do Sucesso Veterinário - Revolucionou o Hospital Veterinário Cambuá em 5 anos - Aumentou o faturamento do Hospital Veterinário Cambuá em 40 vezes - Estudou Empreendedorismo na instituição de ensino Success Resources UK em 2015 a 2017 - Estudou Empreendedorismo na instituição de ensino Quantum Leap T.Harv Eker School em 2015 a 2017 - Estudou na instituição de ensino Curso de Gestão de Pessoas Sebrae em 2014 - Estudou Empreendedorismo na instituição de ensino Empretec - ONU (Organização das Nações Unidas) em 2014 - Estudou na instituição de ensino Curso de Gestão de Marketing Sebrae em 2013 - Estudou na instituição de ensino Curso de Gestão e Marketing Gioso em 2013 - Hoje atua como fundador do Sucesso Veterinário que está ajudando milhares de empreendedores no mercado veterinário a terem muito sucesso e ao mesmo tempo equilíbrio em suas vidas profissional e pessoal. - Minha missão de vida é: Fazer com que as Pessoas Vivam Livres e Nunca Deixem de Sonhar!

Comentários

Deixe um Comentário

Seu E-mail não irá ser publicado.

For security, use of Google's reCAPTCHA service is required which is subject to the Google Privacy Policy and Terms of Use.

If you agree to these terms, please click here.